Conheça qual é a diferença para espumantes e frisantes

Os vinhos possuem particularidades únicas, capazes de transformar uma degustação em uma experiência única, afirma Marco Carbonari, especialista em vinhos há anos. O empresário possui um arcabouço extenso quando o assunto são vinhos. Além disso, é proprietário de uma conceituada vinícola no estado de São Paulo, a Villa Santa Maria. Dessa maneira, possui o conhecimento necessário para elucidar e explicar acerca das mais variadas espécies de vinhos.

Como dito, os vinhos são obras únicas, além disso, eles estão cada vez mais em ascensão ao redor do mundo, fato propiciado pela qualidade e sabor incomparáveis da bebida. Em se tratando da ascensão da bebida, os espumantes também estão cada vez mais presentes em confraternizações e eventos. Confira agora a diferença entre espumantes e frisantes.

Em primeiro lugar, vale ressaltar a real semelhança entre frisantes e espumantes, as bolhas e borbulhas são marcas presentes em ambas as bebidas, contudo, há diferenças que causam uma grande disparidade entre elas, as quais Marco Antonio Carbonari menciona agora à nossa redação:

“A primeira diferença consiste no processo de fermentação”, fala Marco Carbonari. Ambos passam pelo processo de fermentação, assim como outros tipos de vinhos, porém, há algumas discrepâncias em se tratando deste processo. Vejamos a seguir:

O espumante possui um processo de fermentação mais elaborado que o frisante, na verdade, ele recebe dois processos de fermentação. Além disso, há um método tradicional, conhecido ao redor do mundo, o método champenoise, que consiste em um segundo processo de fermentação, como referido, mas esse é feito dentro da própria garrafa, ele também pode ocorrer em túneis de aço, esse conhecido como método charmat.

Sendo essa a principal diferença, enquanto o espumante possui um processo natural de gás carbônico, propiciado por essa segunda fermentação, os frisantes possuem o gás carbônico injetado desde a primeira e única fermentação, sendo assim, considerado uma forma artificial de se introduzir as deliciosas borbulhas, fala Marco Carbonari.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui