Mercedes-Benz coloca mais de 5 mil trabalhadores em férias por falta de semicondutores

A Mercedes-Benz anunciou nesta quarta-feira, 4, que dará 15 dias de férias coletivas para 5 mil trabalhadores da unidade de São Bernardo do Campo (SP) e para 600 da planta em Juiz de Fora (MG) por causa da falta de semicondutores nas linhas de produção. O período inicia no dia 18 de abril e se estenderá até 3 de maio. A fábrica do ABC Paulista é responsável pela produção de caminhões, chassis de ônibus e agregados (câmbios, motores e eixos), enquanto a unidade mineira produz cabinas de caminhões. “A empresa reforça seu forte compromisso em atender aos clientes e tem adotado diversas alternativas junto à cadeia brasileira de suprimentos e ao grupo Daimler Truck mundialmente para enfrentar os desafios diários de abastecimento de peças, situação que afeta toda a indústria global”, informou a montadora em nota.

A falta de abastecimento de semicondutores — uma espécie de componente eletrônico —, é um dos maiores entraves à produção global e atinge diversas categorias. No setor automotivo, a escassez dessas peças é ainda mais grave diante da evolução dos sistemas e conectividades dos modelos novos. A falta do insumo já levou a diversas paralisações de linhas de montagem ao longo dos últimos dois anos e foi um dos principais fatores para o “apagão” de carros novos nas concessionárias. Na outra ponta, a “poupança forçada” dos consumidores em meio à pandemia levou ao aquecimento do mercado, e refletiu na disparada de 34% no preço dos seminovos em 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui