Pesquisadores britânicos estudam combinação das vacinas contra Covid-19 da Pfizer e de Oxford

Objetivo do ensaio é testar as respostas imunológicas geradas se as doses forem combinadas. Resultados iniciais devem sair em junho.

O Reino Unido lançou nesta quinta-feira (4) um ensaio para verificar as respostas imunológicas geradas se as doses das vacinas da Pfizer/BioNTech e da AstraZeneca/Oxford contra Covid-19 forem combinadas em um esquema de duas doses.

Os pesquisadores britânicos disseram que os dados sobre a vacinação de pessoas com os dois tipos diferentes de vacinas contra o coronavírus podem ajudar a entender se os imunizantes podem ser aplicados com maior flexibilidade em todo o mundo. Os dados iniciais sobre as respostas imunológicas devem ser gerados em junho.

O estudo examinará as respostas imunológicas de uma dose inicial da vacina da Pfizer seguida de um reforço da AstraZeneca, bem como vice-versa, com intervalos de 4 e 12 semanas.

Tanto a injeção de mRNA desenvolvida pela Pfizer e Biontech quanto a vacina de vetor viral de adenovírus desenvolvida pela Universidade de Oxford e AstraZeneca estão sendo lançadas no Reino Unido, com um intervalo de 12 semanas entre duas doses da mesma vacina.

Espera-se que mais vacinas sejam adicionadas ao estudo quando forem aprovadas e implementadas.

A vacina da AstraZeneca também está sendo testada em combinação com a vacina russa Sputnik V.

Fonte: https://g1.globo.com/bemestar/vacina/noticia/2021/02/04/pesquisadores-britanicos-estudam-combinacao-das-vacinas-contra-covid-19-da-pfizer-e-de-oxford.ghtml

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui